Sustentabilidade municipal no contexto de uma política pública de controle do desmatamento no Pará

  • Francinelli Angeli Francisco do Vale Universidade Federal do Pará
  • Peter Mann de Toledo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais – INPE
  • Ima Célia Guimarães Vieira Museu Paraense Emilio Goeldi – MPEG
  • Roberto Araújo Oliveira Santos Junior Museu Paraense Emilio Goeldi – MPEG

Resumen

This work analyzed sustainability performance of 26 municipalities in the so-called amazon arch of deforestation in the state of Pará, Brazil in the years 2000 and 2010, using the Sustainability Barometer with 31 indicators in social, economic and environmental dimensions. The results show that Altamira and Novo Progresso have intermediate performance in two years and five municipalities progressed to the intermediate level in 2010 while the other remained in a critical situation. There was a slowdown in deforestation in municipalities, but despite the positive results achieved, they were unsatisfactory to change the sustainability status of municipalities

Biografía del autor/a

Francinelli Angeli Francisco do Vale, Universidade Federal do Pará
É doutora em Ciências Ambientais pela Universidade Federal do Pará. Áreas de atuação: Sustentabilidade, Gestão Ambiental, Reflorestamento e Ciências Florestais.
Peter Mann de Toledo, Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais – INPE
Doutor em Geologia pela University of Colorado, pesquisador titular do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais-INPE, São José dos Campos-São Paulo Brasil. Área de atuação: Paleontologia e paleoecologia. políticas públicas em Ciência e Tecnologia, Amazônia e biodiversidade. Entre suas principais publicações destacam-se: “Measuring resilience and assessing vulnerability of terrestrial ecosystems to climate change in South America”, PLoS One, 13 (3), San Francisco, Public Library of Science, e0194654 (2018); em coautoria “Unfolding long-term Late Pleistocene-Holocene disturbances of forest communities in the southwestern Amazonian lowlands”, Ecosphere, 9 (1), Washington, Ecological Society of America, e02457 (2018); em coautoria “Development paradigms contributing to the transformation of the Brazilian Amazon: do people matter?”, Current Opinion in Environmental Sustainability, vol. 26-27, Ámsterdam, Elsevier, pp. 77-83 (2017).
Ima Célia Guimarães Vieira, Museu Paraense Emilio Goeldi – MPEG
Doutora em Ecologia pela University of Stirling, Escócia e pesquisadora titular do Museu Paraense Emilio Goeldi, Belém, Pará, Brasil. Áreas de atuação: Ecologia florestal, restauração ecológica, dinâmica de usos da terra e sustentabilidade. Entre suas principais publicações destacam-se: em coaitoria, “Second rate or a second chance? Assessing biomass and biodiversity recovery in regenerating Amazonian forests”, Global Change Biology, 24 (12), Nueva Jersey, Wiley-Blackwell, pp. 5680-5694 (2018); em coautioria “Diversity and carbon storage across the tropical forest biome”, Scientific Reports, vol. 7, London, Nature Publishing Group, srep39102 (2017); em coautoria “Land system science in Latin America: challenges and perspectives”, Current Opinion in Environmental Sustainability, vol. 26-27, Ámsterdam, Elsevier, pp. 37-46, (2017).
Roberto Araújo Oliveira Santos Junior, Museu Paraense Emilio Goeldi – MPEG
Doutor em Antropologia pela Universidade de Paris X, França. Pesquisador titular do Museu Paraense Emilio Goeldi, Belém, Pará, Brasil. Áreas de atuação: Ocupação humana da Amazônia, antropologia rural, desenvolvimento sustentável, instituições, conflitos e mudança social. Entre suas principais publicações destacam-se: em coautoria: “Development paradigms contributing to the transformation of the Brazilian Amazon: do people matter?”, Current Opinion in Environmental Sustainability, vol. 26-27, Ámsterdam, Elsevier, pp. 77-83 (2017); em coautoria “Multi-scale participatory scenario methods and territorial planning in the Brazilian Amazon”, Futures, vol. 73, Ámsterdam, Elsevier, pp. 86-99 (2015); “Notas sobre o dualismo sociedade/natureza e o papel das ciências sociais na questão ambiental”, em Ima Célia Guimarães Vieira, Peter Mann de Toledo y Roberto Araujo Oliveira Santos Junior (Org.), Ambiente e sociedade na Amazônia: uma abordagem interdisciplinar, vol. 1, Rio de Janeiro, Garamond, pp. 79-100 (2014).

Citas

Araújo, de Lopes Paula (2016), “Indicadores de governança ambiental: uma abordagem sobre a disponibilização de informações e trumentos de gestão”, Saúde, Meio Ambiente e Sustentabilidade, 11 (1), São Paulo, Centro Universitário Senac São Paulo.

Araújo, Roberto; Philippe, Lená (2010), Desenvolvimento sustentável e sociedades na Amazônia, Belém, Museu Paraense Emílio Goeldi.

Araújo, Geniberto de Cesar; Dias Pimenta, Handson Cláudio; Reis Menezes, Leci Martins e Souza Campos, Lucila Maria de (2013), “Diagnosis of sustainability in the brazilian city of touros: an application of the Barometer of Sustainability”, Holos, 29 (2), Mossoró, Federal Institute of Rio Grande do Norte, <http://www2.ifrn.edu.br/ojs/index.php/HOLOS/article/view/1220>, 27 de agosto de 2018.

Batalhão, Silva da Cavalcante André; Teixeira Denílson e Lobo de Godoi Emiliano (2017), “The Barometer of Sustainability as a Monitoring Tool of the Sustainable Development Process in Ribeirão Preto, Brazil”, Journal of Environmental Science and Engineering núm. 3, Libertyville, David Publishing, <http://www.davidpublisher.org/Public/uploads/Contribute/593621515a995.pdf>, 28 de agosto de 2018.

Becker, Bertha Koiffmann (2005), “Geopolítica na Amazônia”, Estudos Avançados, 19 (53), São Paulo, Instituto de Estudos Avançados da Universidade de São Paulo, pp. 71-86, <http://www.revistas.usp.br/ear/article/view/10047>, 15 de novembro de 2013.

Bizzo, Eduardo e de Farias Assunção André Luís (2017), “Priorização de municípios para prevenção, monitoramento e controle de desmatamento na Amazônia: uma contribuição à avaliação do Plano de Ação para a Prevenção e Controle do Desmatamento na Amazônia Legal (PPCDAm)”, Desenvolvimento e Meio Ambiente, vol. 42, Curitiba, Universidade Federal do Paraná, <https://revistas.ufpr.br/made/article/view/53542>, 28 de agosto de 2018.

Cardoso, Andreza Soares; de Toledo Mann, Peter e Vieira Guimarães, Célia Ima (2016), “Barômetro da sustentabilidade aplicado ao município de Moju, estado do Pará”, Revista Brasileira de Gestão e Desenvolvimento Regional, 12 (1), São Paulo, Universidade de Taubaté,<http://www.rbgdr.net/revista/index.php/rbgdr/article/view/2129/502>, 18 de junho de 2016.

Carvalho, Terciane Sabadini; Magalhães Souza, Aline e Domingues Paulo, Edson (2016), “Desmatamento e a contribuição econômica da floresta na Amazônia”, Estudos Econômicos, 46 (2), São Paulo, Universidade de São Paulo, <http://www.scielo.br/scielo.php? script=sci_arttext&pid=S0101-41612016000200499>, 23 de agosto de 2016.

Cetrulo, Tiago Balieiro e Cetrulo Molina Natalia (2014), “Sustainable development and Brazilian states: comparison using the Sustainability Barometer”, Environmental Impact II, vol. 181, Brebbia, Wessex Institute of Technology, pp. 279-290,

<https://www.witpress.com/elibrary/wit-transactions-on-ecology-and-the-environment/181/25989>, 13 de agosto de 2018.

Cetrulo, Tiago Balieiro; Molina Sanches, Natalia e Malheiros, Fabrício Tadeu (2013), “Indicadores de sustentabilidade: proposta de um barômetro de sustentabilidade estadual”, Revista Brasileira de Ciências Ambientais, vol. 30, Rio de Janeiro, Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental, <http://abes-dn.org.br/publicacoes/rbciamb/PDFs/30-07_Materia_4_artigos376.pdf>, 08 de abril de 2014.

Costa, Jodival Maurício da e Fleury, Françoise Marie (2015), “O programa ‘municípios verdes’: estratégias de revalorização do espaço em municípios paraenses”, Ambiente e Sociedade, 18 (2), São Paulo, Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Ambiente e Sociedade, pp. 61-76<http://www.scielo.br/pdf/asoc/v18n2/pt_1414-753X-asoc-18-02-00059.pdf>, 9 de abril de 2016.

Gibbs, Holly; Rausch, Lisa; Munger, Jacobo; Schelly, Ian; Morton,

Douglas; Noojipady, Praveen; Soares-Filho, Bitraldo; Barreto,

Paulo; Micol, Laurent e Walker, Nathalie (2015), “Brazil’s Soy

Moratorium - Supply-chain governance is needed to avoid deforestation”, Science, 347 (6220), Washington, American Association for the Advancement of Science (AAAS),

ist.psu.edu/viewdoc/download?doi=10.1.1.666.2140&rep=rep1

&type=pdf>, 19 de maio de 2016.

Guimarães Pereira, Roberto e Feichas Quacchia, Arcangela Susana (2009), “Desafios na Construção de Indicadores de Sustentabilidade”, Ambiente e Sociedade, 12(2), Campinas, Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Ambiente e Sociedade, http://dx.doi.org/10.1590/S1414-753X2009000200007

IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) (2018), “IBGE Cidades”, Rio de Janeiro, IBGE, <https://cidades.ibge.gov.br>, 21 de janeiro de 2018.

IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) (2017), “PNAD Contínua 2016: 51% da população com 25 anos ou mais do Brasil possuíam apenas o ensino fundamental completo”, Agência Notícias, Rio de Janeiro, IBGE, <https://agenciadenoticias.ibge.gov.br/agencia-noticias/2013-agencia-denoticias/releases/18992-pnad-continua-2016-51-da-populacao-com-25-anos-ou-mais-do-brasil-possuiam-apenas-o-ensino-fundamental-completo.html>, 21 de janeiro de 2018.

IDESP (Instituto de Desenvolvimento Econômico, Social e Ambiental do Pará) (2013), “O IDESP e a produção da informação econômica para o desenvolvimento do estado do Pará”, Belém, IDESP, <http://sedeme.com.br/portal/download/oficinas/a-producao de-informacao-economica-idesp.pdf>, 13 de abril de 2016.

INPE (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais) (2017a), “Monitoramento da floresta Amazônica Brasileira por satélite”, São Paulo, INPE<http://www.obt.inpe.br/OBT/assuntos/programas/

amazonia/prodes>, 19 de fevereiro de 2017.

INPE (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais) (2017b), “Desmatamento nos municípios”, São Paulo, INPE, <http://www.dpi.inpe.br/prodesdigital/prodesmunicipal.php>, 19 de fevereiro de 2017.

INPE (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais) (2017c), “Dados TerraClass”, São Paulo, INPE, <http://www.inpe.br/cra/projetos_

pesquisas/dados_terraclass.php>, 22 de janeiro de 2017.

IPEA (Instituto de Pesquisa Economica Aplicada) (2005), “Atlas da Violência: Taxa de homicídio”, São Paulo, IPEA, <http://www.ipea. gov.br/atlasviolencia/datos-series/20>, 19 de fevereiro de 2017.

Kronemberger Penna, Maria Denise; Carvalho Nascimento, Cacilda e Junior Clevelario, Judicael (2004), “Indicadores de sustentabilidade em pequenas bacias hidrográficas: uma aplicação do ‘Barômetro da Sustentabilidade’ à bacia do Jurumirim (Angra dos Reis/RJ)”, Geochimica Brasiliensis, 18 (2), Rio de Janeiro, Sociedade Brasileira de Geoquímica, <http://www.ppegeo.igc.usp.br/index.

php/geobras/article/viewFile/10216/9525>, 21 de junho de 2016.

Kronemberger Penna, Maria Denise; Junior Clevelario, Judicael; Nascimento Sena do, José Antonio; Collares Rocha, Enilcio José e, da Silva Dutra, Luiz Carlos (2008), “Sustainable Development in

Brazil: An Analysis Based on the Application of the Barometer

of Sustainability”, Society and Nature, 20 (1), Uberlândia, Instituto

de Geografia e pelo Programa de Pós-Graduação em Geografia

da Universidade Federal de Uberlândia, http://dx.doi.org/10.1590/

S1982-45132008000100002

Lameira Wanja, Janaina de Miranda; Vieira Guimaraes, Celia Ima; Toledo, Peter Mann de (2015), “Panorama da Sustentabilidade na Fronteira Agrícola de Bioenergia na Amazônia”. Sustentabilidade em Debate, 6 (2), Brasília, Universidade Federal de Brasília, pp. 193-210.

Leme, Taciana Neto (2011) “Os municípios e a política nacional do meio ambiente”, Planejamento e Políticas Públicas, 2 (35), Rio de Janeiro, IPEA, <http://ipea.gov.br/ppp/index.php/PPP/article/

view/196/191>, 9 de setembro de 2017.

Marchand, Guillaume e Tourneau Le, Michel François (2014), “O desafio de medir a sustentabilidade na Amazônia: os principais indicadores mundiais e a sua aplicabilidade ao contexto amazônico”, em Ima Celia Guimarães Vieira, Peter Mann de Toledo, Junior Santos e Roberto Aaraujo Oliveira (org.), Ambiente e Sociedade na Amazônia: uma abordagem interdisciplinar, Rio de Janeiro, Garamond, pp.195-220.

MDS (Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Pobreza) (2018), “Relatórios de Informações Sociais”, Brasília, MDS,

<https://aplicacoes.mds.gov.br/sagi/RIv3/geral/relatorio.php#Estimativas>, 03 de março de 2018.

Mello Rodrigues de Girão, Natalia e Artaxo, Paulo (2017), “Evolução do Plano de Ação para Prevenção e Controle do Desmatamento na Amazônia Legal”, Revista do Instituto de Estudos Brasileiros, núm. 66, São Paulo, Universidade de São Paulo, <http://www.scielo.br/pdf/rieb/n66/2316-901X-rieb-66-00108.pdf>, 28 de outubro de 2017.

Moreira, Eliane (2016), “O cadastro ambiental rural: a nova face da grilagem na Amazônia?”, Associação Brasileira dos Membros do Ministério Público de Meio Ambiente,7 de julio, <https://www.abrampa.org.br/abrampa/site/index.php?ct=conteudoEsq&id=230&modulo=NOT%C3%8DCIA>, 7 de março de 2018.

MMA (Ministério do Meio Ambiente) (2017a), “Mais cidades são adicionadas à lista de combate ao desmatamento na Amazônia Legal”, Brasília, MMA, <http://www.brasil.gov.br/meio ambiente/2017/09/mais-cidades-sao-adicionadas-a-lista-de- combate -ao-desmatamento-na-amazonia-legal>, 27 de setembro de 2017.

MMA (Ministério do Meio Ambiente) (2017b), “Prevenção e controle do desmatamento. A política de municípios prioritários”, Brasília, MMA, <http://combateaodesmatamento.mma.gov.br/municipios-prioritarios>, 27 de setembro de 2017.

MMA (Ministério do Meio Ambiente) (2013), “Plano de Ação para

prevenção e controle do desmatamento na Amazônia Legal (PPCDAm): 3a fase (2012-2015) pelo uso sustentável e conservação da Floresta / Ministério do Meio Ambiente e Grupo Permanente de Trabalho Interministerial”, Brasília, MMA, <http://www.mma.gov.br/images/arquivo/80120/PPCDAm/_FINAL_PPCDAM. PDF>, 27 de setembro de 2017.

MMA (Ministério do Meio Ambiente) (2004), “Plano de ação para a

prevenção e controle do desmatamento na Amazônia Legal –

PPCDAm”, Brasília, MMA, <http://www.mma.gov.br/images/arquivo/80120/PPCDAM_fase1.pdf>, 27 de setembro de 2017.

Oliveira, Luiz de Evandro; Oliveira Querido, Aparecida Edson e Carniello Franchi, Monica (2015), “O Barômetro da Sustentabilidade Aplicado ao Município de Taubaté-SP”. Desenvolvimento em Questão, 13 (30), Ijuí, Editora UNIJUI, <https://www.revistas.unijui.edu.br/index.php/desenvolvimentoemquestao/article/view/1541>, 01 de setembro de 2018.

Pereira, Fabiana da; Vieira Guimarães, Celia Ima e Toledo, de Mann Peter (2017), “Panorama da sustentabilidade em um contexto urbano/ metropolitano na Amazônia a partir de duas ferramentas internacionais”, Revista Ibero-americana de Ciências Ambientais, 8 (4), Aracaju, Sustenere Publishing Corporation, pp. 111-127.

Prescott-Allen, Robert (1997), Barometer of Sustainability: Measuring and communicating wellbeing and sustainable development, Cambridge, IUCN.

Prescott-Allen, Robert (1999), Assessing Progress Toward Sustainability: The System Assessment Method illustrated by the Wellbeing of Nations, Cambridge, International Union for Conservation of Nature (IUCN).

Pires Oliveira, Mauro (2013), O cadastro ambiental rural: das origens às perspectivas para a política ambiental, Brasília, Conservação Internacional.

Rivero, Sérgio; Almeida, Oriana; Avila, Saulo e Oliveira, Wesley (2009), “Pecuária e desmatamento: uma análise das principais causas diretas do desmatamento na Amazônia”, Nova economia, 19 (1), Belo Horizonte, Universidade Federal de Minas Gerais, pp. 41-66, http://dx.doi.org/10.1590/S0103-63512009000100003

Toledo, Peter Mann de; Nora-Dalla, Eloi; Vieira, Celia Ima; Aguiar Dutra, Paula Ana e Araújo, Roberto (2017), “Development paradigms contributing to the transformation of the Brazilian

Amazon: do people matter?”, Current Opinion in Environmental

Sustainability, vol. 26–27, Ámsterdam, Elsevier, pp. 77–83, doi

https://doi.org/10.1016/j.cosust.2017.01.009

Vale, Vanessa; Vinagre, Marco; Lobo, Marco; Bello, Augusto e Lima, Alberto (2018), “Desenvolvimento sustentável municipal e financiamento bancário: análise do Programa Municípios Verdes

Paraenses”, Sustentabilidade em Debate, 9 (2), Brasília, Centro de

Desenvolvimento Sustentável da Universidade de Brasília, pp.

-44 <http://periodicos.unb.br/index.php/sust/article/view/16720>, 01 de setembro de 2018.

Vieira, Ima Celia; Toledo, de Mann Peter; Da Silva Cardoso, Maria José e Higuchi, Horacio (2008), “Deforestation and threats to the

biodiversity of Amazonia”, Brazilian Journal Biology, 68 (4), São

Paulo, Instituto Internacional de Ecologia, São Carlos, pp. 949-

, http://dx.doi.org/10.1590/S1519-69842008000500004

Publicado
2019-12-20
Sección
Artículos